terça-feira, 27 de dezembro de 2011

FIM DE TEMPORADA

Foto: Roberta Dittz
Sinal dos tempos. Se antes sua vida dava um livro, depois um filme e por fim uma novela, parece que agora nossa vida daria mesmo uma boa série com muitas temporadas.

Quem nunca se comparou a um personagem de Friends e nomeou também os amigos? Quem não chorou com Dawson´s Creek ou Glee? Ah! Você nunca? Então esse post não é para você. Feche o blog, abra um livro, volte para os seus DVD´s de filmes cults. Estamos aqui pra falar de drama diário, de lágrimas por amores terminados, mal começados ou platônicos ou todos eles ao mesmo tempo, talvez por amizades desfaceladas ou decepções irremediáveis. A morte de alguém, quem sabe?

E não seria o fim de um ano uma espécie de final de temporada da série de nossa vida? Quando nos despedimos secretamente daquela paixão que tentamos por meses e que não deu certo, quando decidimos abandonar aquele trabalho que já não te preenche, quando decidimos transformar nossas vidas em algo que valha a pena?

Você pode me dizer que não é necessário esperar o dia 31 de dezembro, mas, e se calhar com a data? E se o Reveillon não for, na verdade, a celebração de todos esses términos, encerramentos e um modo de olhar pra frente como quem diz: agora vai?

Personagens da última temporada se despedem e saem de cena, cenários são desfeitos, cenas inteiras ficam apenas localizadas no flash back e então eis a mágica: novos amores, novos amigos, novas possibilidades, novos cenários, novos dramas e conflitos, novas lágrimas (porque elas dão o tom de uma temporada de sucesso).

Aqui, desse lado de cá da tela, digo que foi um ano bom. Fiz novos amigos, vivi situações incríveis, desfiz romances, desisti de amores, tomei coragem para abandonar o que não me acrescentava. E cá estou de braços e peito abertos para receber tudo novo (de novo) e fortaleço braços, pernas, cabeça e coração para enfrentar um novo ano com disposição para viver. E não é disso que estamos falando? De vida?

Quanto a vocês, obrigado pela audiência nesta temporada 2011. E façam de sua própria série, uma história de sucesso.

2 comentários:

  1. Jeanzito! Que bom ler esse texto no dia de hoje. Uma boa dose de coragem e de entusiasmo! FELIZ 2012 pra gente! Que mais e mais temporadas nos emociontem e que não percamos o medo de amar...jamais!

    ResponderExcluir
  2. Faço minhas as suas palavras. Dá-lhe, Jean!

    ResponderExcluir